Dicas de Informática – por Fabiano

janeiro 15, 2009

Como usar partições do Linux no Windows

Filed under: GNU/linux, windows — Tags:, , , , , — Fabiano Pachêco de Carvalho @ 11:37 am

Olá a todos! Quem tem no seu computador o GNU/Linux e o Windows instalados (com dual-boot), sabe que podemos usar as partições do Windows pelo GNU/Linux sem qualquer problema, como se fizessem parte do próprio sistema. Na verdade não há, para o usuário, nenhuma diferença no uso de sistemas de arquivos diferentes. Essa situação não é a mesma quando se tenta fazer o contrário,ou seja, acessar a partição do GNU/Linux pelo Windows. Por padrão, o Windows não lê nem reconhece as partições que não são formatos da Microsoft, ou seja, só reconhece as FAT e NTFS. Mas há alguns programas que podem ser instalados no Windows que fazem com que as partições ext2 e ext3 sejam reconhecidas nativamente no Windows.

Vou mostrar aqui como fazer isso com o programa IFSDRIVE. Escolhi esse programa porque ele é compatível com o Vista, que foi o sistema que escolhi para instalar. Mas ele também pode ser usado no Windows XP. 

desmarque para ler e gravar

desmarque para ler e gravar

Vá ao site do programa e faça o download do mesmo, ou clique aqui para ser direcionado para a página de download. Não vou explicar aqui o passo-a-passo para baixar o arquivo pois se você está tentando ter sua partição ext2-ext3 lida é porque você já sabe fazer isso. Com o programa baixado, começe a instalação. O proceso é típico do Windows, bastando seguir a velha sequência do NEXT>NEXT, até concluir. 

Alguns detalhes devem ser revistos na instalação, e é disso que falarei aqui. Você terá a opção de escoler se quer apenas o sistema read-only. Escolha essa opção se você deseja apenas “ler” os arquivos e não gravá-los, ou seja, editá-los. É uma forma de proteger sua partição de gravações não desejadas, mas prefiro ter a possibilidade de poder ler e gravar, portanto, deixei essa opção desmarcada.

Mantive marcada a opção “Enable UTF-8 encoding”, pois uso o Ubuntu 8.10 e essa é a recomendação do programa. Também mantive a opção “Enable the large file feature”. Essa opção me permite trabalhar com arquivos que tenham mais de 2gb de tamanho.

ext3_15ext3_161

escolha as "letras" que deseja para os seus drives

escolha as "letras" que deseja para os seus drives

 

 

 

Um vez que você passa por todas essas etapas, você chegará em um ponto onde deverá atribuir letras as partições do GNU/Linux que você possua. Essa etapa é muito importante pois é aqui que você irá atribuir as letras dos drives para serem referidos pelo Windows em seus programas, como no “Explorer” e do “Meu Computador”

Veja na tela que já possuo nesse laptop as unidades C:,D:,F: e G:, todas do Windows. Atribuí a letra H: para chamar a minha partição do GNU/Linux, mas deixei minha outra partição GNU/Linux sem nenhuma letra, pois não queria que ela fosse usada. 

 

 

 

 

Agora tenho minha unidade reconhecida pelo Explorer. Veja as telas de antes e depois da atribuição das letra pelo programa:

antes

antes

depois

depois

 

Pronto, agora você poderá acessar suas partições GNU/Linux. Boa sorte e comentem ok?

2 Comentários »

  1. muito bom

    Comentário por weverton — fevereiro 11, 2009 @ 9:17 pm

  2. é meu amigo, eu já fiz isso várias vezes acontece que a droga do ruwindows quer formatar a partição, não deixa eu entrar, tem uma resposta possível para esse problema?

    Comentário por kbeçaspyware — agosto 31, 2009 @ 9:54 am


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: